domingo, 4 de abril de 2010

Paraquedistas - Guerreiros Alados

Hoje na Revista do jornal O Globo, saiu uma reportagem sobre a Brigada de Infantaria Paraquedista, aqui no Rio, que por motivos de segurança, vai se mudar para o planalto Central, após sua fundação pelo Cap. Roberto Pessoa, em 1945. O destino certo ainda não foi definido. As cidades cotadas são: Anápolis, Palmas ou algumas do Triângulo Mineiro. Aqui no Rio deve ficar uma unidade pequena, talvez para angariar novos conscritos. Não sei... Só sei que vou sentir falta, ainda que faça mais de 20 anos que eu não vou mais a Marechal Hermes, no Campo dos Afonsos, só pra ver os PQDts saltando... O motivo da mudança será segurança pública, a fim de evitar que o narcotráfico peneire e consiga pra si soldados formados com alto padrão de sagacidade, estratégia e valentia. Longe do Rio, nosso exército estaria livre da concorrência do crime organizado... (lá não tem isso também não?????????) Mas, voltando ao assunto que realmente me encanta, já que sou de uma família de paraquedistas, essa manhã de domingo me trouxe certa nostalgia. Meu pai e meus irmãos são paraquedistas, e como filha e irmã, conheço todas as histórias e hinos relacionados a eles. Eu também sou louca por alturas, adoro conversar sobre o tema e sou mesmo aficcionada por velame. A boina de meu pai é minha, pois meus irmãos conquistaram suas próprias. O engraçado é que eles cheiram a boina vermelha e velha de meu pai e sentem cheiro de nuvem... Que engraçado, eu só sinto o nariz coçando de tanta poeira... E eles falam sério... Aliás, todos os paraquedistas que eu conheço falam a mesma coisa: que sentem o cheiro das nuvens em suas boinas. Meu irmão Waltinho mora em Recife, mas amanhã mesmo eu preciso mandar essa reportagem pra ele, junto com um cd de canções militares que ouvi semana passada na casa do meu vizinho e bati na porta dele, pra pedir o cd emprestado pra copiar pra mim e pro meu irmão. Meu vizinho adorou que eu tivesse adorado o cd.... PQD é assim... é uma irmandade, uma fraternidade de poucos... pois poucos tem o privilégio de conseguir sobreviver à área de estágio. Bateu saudade... meu irmão ficava lindo de farda, com aquele bute marrom (porque cuturno preto é coisa de pé preto...rssss) e a boina vermelha. Meu irmão fez vários cursos de sobrevivência, chegava no fim de semana quase morto, de fome e cansaço!!!! Mas feliz da vida e contava as peripécias vividas durante a semana que passava com uma faca e um coelho vivo, pra dividir a carne e o sangue com a tropa... Coisa de louco... Eu ficava ouvindo até não aguentar mais... mas que saudade que deu agora. Vivíamos juntos, brigando ou não, era meu irmão, meu caçula. E morria de pena dele. Tão magrelinho... Daí eu fui morar na Espanha, e tinha pesadelos com o paraquedas charutando ou dando meio oeste (não sei se as expressões estão certas...). E então eu telefonava pra falar com ele, e pedia pra ele olhar pros lados antes de atravessar a rua... olha isso!!! O menino saltava lá do alto e eu com medo das ruas... É que nós morávamos no Centro, e ele ia a pé até a Central do Brasil pegar o trem para chegar no quartel e eu tinha pesadelos na Av. Presidente Vargas, rsss.


Eu lembro que para ser paraquedista na época do meu irmão, era preciso ter altura, ter os dentes em ótimo estado, tinha que ter estudo mesmo pra ser soldado. Era e ainda é uma tropa de elite. Super bem treinados, até que não tivessem fome, até que não tivessem frio, nem medo de nada. Eu lembro que pequena, eu ficava em cima do capô do carro do meu pai, vendo os PQD's saltando dos imensos Hércules, em dia de céu azul. Eu sabia que meu irmão quando crescesse ia ser um deles, eu sempre soube. Assim como sei que meus amados sobrinhos seguirão o mesmo caminho, ainda que não queiram enganjar na carreira, o serviço militar será lá, na Brigada Paraquedista, no Rio ou em algum lugar do planalto central, serão guerreiros alados cumprindo sua missão. Hoje tem mulheres na brigada, na minha época não tinha ainda. Mas em breve vou saltar. Em breve vou voar. É um sonho que já foi escrito em meu destino. Assim que chegar a hora, vou sentir o cheiro das nuvens também. Fico cantando os hinos das asas de prata, lembro do Waltinho chegando amarelo no dia do seu primeiro salto. Meu pai foi seu padrinho. E minha mãe, aos 16 anos, foi madrinha do meu pai, colocando o brevê prateado na farda dele. Tão jovens, tão lindos. Tanto tempo e tanta coisa passou, mas ainda guardo as fotos, eu sou a guardiã das lembranças da minha família. E guardo com carinho, e faço questão de dividir uma foto que gosto muito com vocês.

Eu tenho outras fotos, depois vou postando aqui. Mas essas duas estão visíveis em porta retratos aqui em casa. E são as que eu mais gosto! Deu saudade do meu irmão. Não sei se ligo pra ele ou se faço surpresa com a matéria do jornal e o cd com as músicas pra ele ouvir no carro. Vai ficar doidinho e contar ao meu sobrinho tudo o que o menino já ouviu centenas de vezes... Bom é assim que se faz um PQD... Da mesma forma que o menino lá em Recife é Flamenguista doente, já é PQD e nem sabe. Pena que meu sobrinho não vai ficar morando aqui no Rio comigo. Pois com a mudança para o centro do Brasil, não terei como cuidar dele. Mas o bom é que ele tem a irmã dele morando por lá, naquela região, ficarão mais perto... Talvez seja a chance deles viverem e se conhecerem como irmãos. Pois ter irmão é a melhor coisa que uma pessoa pode ter. O Victor, (71.475) meu irmão por parte de pai, é o caçula agora, e ainda é paraquedista na ativa. Eu tenho algumas fotos dele guardadas, e assim que achá-las vou postar aqui também. E ele tem um filho que um dia será mais um guerreiro alado com seu brevê e boina conquistados. Os próximos, André Luiz e Gabriel... a vida continua. O espelho não pode se quebrar!

AVANTE, PARAQUEDISTA!

Obs.: procure mais postagens sobre Paraquedistas no marcador "Paraquedistas - Guerreiros Alados" na página principal do blog, abaixo das bandeirinhas de tradução.




11 comentários:

  1. Linda esta história Andreia ! Lindas palavras.... Lembrar do que nos fez e faz feliz é muito bom !!!

    ResponderExcluir
  2. E saber que fiz parte em tudo o que foi relatado,parabéns.


    Jorge Arruda,pqdt 26.276 1975/1

    ResponderExcluir
  3. sem duvida a historia do Paraquedismos militar no BrASIL esta´ligada ao Rj e como disse o amigo o trafico esta em todos os locais e sim e verdade a Brigada ja esta se desmobilizando do nosso querido RJ indo pra Anapolis - Go onde sera subordinada a Bda.Op Esp.
    VELAME PQD 69990

    ResponderExcluir
  4. Eu não conheço seu irmão, mas sei que ele é da mesma família que eu!!! PQD não tem medo não tem frio e não tem fome... avante pqdT.

    FRASE MARCANTE DITA PELO GENERAL DE TRINAMENTO NO CAMPO..NUNCA ESQUEÇEREI::::::::::::::::::::


    'MUITOS QUEREM, POUCOS CONSEGUEM'

    ResponderExcluir
  5. Oi.. Andréia. Aqui é o PQD Warley que você conheceu junto com seu irmão. Como prometido vim visitar seu blog..

    Adorei os posts, realmente você conhece tudo sobre a brigada..

    Espero que um dia você possa salta..

    Bom salto, Boa aterragem!

    ResponderExcluir
  6. Oi.. Andréia. Aqui é o PQD Warley que você conheceu junto com seu irmão. Como prometido vim visitar seu blog..

    Adorei os posts, realmente você conhece tudo sobre a brigada..

    Espero que um dia você possa salta..

    Bom salto, Boa aterragem!

    ResponderExcluir
  7. Querida Andréia, desculpe -me tanta intimidade, mas vc é filha e irmã de Pqdt, então é minha sobrinha, pois sou esposa de um pqdt também.Meu marido,recomendou- me este blog, dizendo que emocionou- se com vc, e ao ler suas postagens, nossa menina, fiquei emocionada também,lágrimas saudosas cairam, tal qual caiam quando eu, ainda uma menina, ia às formaturas e chorava com o Hino do Páraquedista, na época, namorava um pqdt,e casei com ele no ano de 78, tive duas filhas, que brincaram muito naquela área de estágio, e hoje releio minha história ao ler este blog.
    Te agradeço por este momento tão singelo e tão aprazível, só quem viveu essas histórias poderá entender. Que Deus te abençoe e te conserve assim, valorizando a sua família que tenho certeza se orgulham muito de vc.
    Um abraço.
    Rosi Santos de Azevedo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Andréia...
    Li tudo que voce escreveu acima e me deixou muito encantado.
    Encantado porque como uma pessoa das épocas atuais pode refletir e lembrar de coisas tão bonitas do passado. Não sou muito de escrever, mas voce me deixou emocionado. De parabens aos seus pais e aos seus irmãos por terem uma irmã tão sencivel assim.
    Meus parabens
    Atenciosamente
    Marco Antonio de C. Gianelli
    Pqdt nº: 9.000 - 62/6

    ResponderExcluir
  9. Oi Andréia...

    Entendo um pouco de cada coisa que voce fala ai..., pois, tem um PQD em casa( e olha que eu só tenho um rsrsrsrs), ele é o AMOR de minha vida.Com ele tbm aprendi canções militares, algumas expressões que só eles usam e tudo mais.
    Gostei mesmo do seu blog, qualquer dia deixo nosso contato para gente poder trocar um pouco de figurinha sobre nossos PQDs.
    Abs.

    ResponderExcluir
  10. Andréiaaa!! Lindaaa história,linda foto!! Esse ano serei madrinha de meu namorado na EsSa e posso sentir a emoção natural que esse olhar do casal demonstra! Poxa vidaaa,me identifiquei bastante,chego até me emocionar,pois vejo o amor que sinto pelo meu militar,nesta foto! Simplesmente lindosss!!
    Obrigada!!
    Ingrid

    ResponderExcluir
  11. Olá Menina. Tudo vai bem, não se preocupe, viu ! Olha menina vc. deve estar com algum problema no seu nariz, realmente os seus irmãos estão certos, faz muito bem cheirar a Boina conquistada pelo um Condor, faz bem a saúde, sabe! este cheiro das nuvens é um santo remédio para acalmar os sentidos. Observe como ele é tranqüilo em seu viver. è uma essência eterna em nossas vidas as que passaram pelo seu Pai.durante os saltos Alados que ele deu não é diferente.Vc. precisa aguçar mais os sentidos do oufato para poder setir este cheiro inconfundível de nuvem .Ele é um Condor Aeroterrestre, esse cheiro gostoso de nuvem,sempre existirá em sua Boina conquistada a suor e sangue, também em suas roupas vc. sentirá o suave cheiro das nuvens, isto é eterno posso te dizer isto porque sou seu irmão Condor Alado Aeroterrestre-Xerém 71/2. 2º BTL INF 2ª CIA DE FUZILEIROS AEROTERRESTRE

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua mensagem