quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Nós, nossa família, para todo o sempre!


Meu irmão, tem dias (como hoje) que a saudade vem com muita força, bate doído no fundo do peito, e não me restam muitas saídas, a não ser relembrar nossas memórias e agradecer a Deus pelos  momentos que vivemos juntos, por nossos dias de infância e juventude... Pelos momentos de comunhão com a presença de nossa família. Nosso sangue, nossa história, nossa base, nossa raiz. Somos nós, somos eu, você, Tia Armida, mamãe, Tio Fausto, Tia Mirna, Tio Guzzo que sempre foi um pai para nós, Tio Alceu, Tia Lamia, Tia Marise, Cardoso, nossos primos, uma junção de todos nós, nossa referência nesta experiência terrena. Como eu agradeço,  Waltinho. Só quando eu falo seu nome, e relembro nossos dias, meu coração se sente apaziguado... vou acalmando meu coração, que muitas vezes, parece que vai explodir no peito. A saudade é grande demais para caber em mim... preciso de espaço para falar teu nome, relembrar histórias, para então relembrar a tua voz. Preciso expor, preciso falar, conversar com você, como se você estivesse aqui. Ainda que não me responda, eu preciso falar com você, dizer o quanto você é importante na minha vida, na vida da nossa mãe, na vida dos nossos tios, primos, nossos amigos... Assim eu te sinto perto, e a saudade consegue ser controlada.  Hoje o dia está muito saudoso, Waltinho!
Saudades sem fim...

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Cama de Gatos

Saudades do Oliver - 1 mês sem meu companheirinho - depois de quase 14 anos aprendendo com ele.

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Apresentação do João Felipe

Nosso amigo de infância, Renato, agradeço imensamente pela oportunidade de ter participado desse momento tão especial da sua vida e da Mary. Amigo meu e do Waltinho, nossa amizade será sempre bela, sempre eterna!!! Amiga Cristina, também nossa amiga de infância... tantos anos, e vocês, continuam sendo meu suporte. Amizade de infância, é uma amizade abençoada!!!! Conheci vocês aos meus 11/12 anos de idade e trago sempre vocês dentro do meu coração. Andrezinho, também nosso amigo de infância, só tenho a agradecer por todos nossos momentos juntos.
 Agradeço por todo apoio que vocês me deram especialmente nos 2 últimos anos, perder o Waltinho não foi fácil... NÃO É FÁCIL!!!! Mas vocês estão sempre presentes, sempre prontos a me ouvir e dar aquele abraço lindo em que o Waltinho está sempre no meio desse nosso abraço!!! Participar desse dia, foi maravilhoso, pegar o João no colo, sentir o seu cheirinho de bebê, dá uma energia e uma esperança grande no mundo!
Amigo é coisa pra se guardar!!!!
Mas só é válido para os amigos verdadeiros....
E depois de tantos anos, eu garanto que nossa amizade é mais que verdadeira, é divina, é digna, nossa amizade é fraterna, é amor!!!! Amigos meus, amigos do Waltinho, amigos também irmãos que a vida nos deu... viemos de uma escola pública, mas que tem muito valor, aprendemos valores que nem todos tem acesso!!!! Nós somos Celestiais, nós somos Celestino da Silva, com todo orgulho do mundo!!!!! Não trocaria vocês, nem nossa escola pela escola mais cara do mundo, porque no Celestino, nos encontramos, e fomos "nós"!!!!! Nós somos o que somos, porque somos a soma do que fomos em nossa infância. Meu muito obrigada!!! Amo vocês, sei que vocês também amam o Waltinho e juntos sempre estaremos!!!




04/02/2018
Catete, Rio de Janeiro
Igreja de Nova Vida

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

FOTOS WALTINHO INFÄNCIA - Sempre no nosso coração



Nunca poderia imaginar que você fosse morrer da maneira covarde e cruel que você se foi, meu irmão... Você pagou pra ver e pagou com a vida. Tanto que eu te pedi... Mas Deus é um Deus que tudo vê... ainda que a Justiça dos Homens venha a falhar, JUSTIÇA DE DEUS NÃO FALHA NUNCA!!!!

Você tem família, meu irmão...
Lutaremos para que a justiça seja feita... Dignidade!!!

domingo, 28 de janeiro de 2018

Dia de aproveitar os tios e também mamãe!!!!


Essa madrugada foi difícil, muita saudade, muita oração... acabei acordando tarde, porque só consegui dormir quase ao raiar do dia.  Eis que meu remédio, foi me levantar, e sair para almoçar com tio Fausto e tia Mirna. Fomos no Siri da Ilha, comer uma comidinha diferente, dar abraços e risadas. Agradeço muito aos meus tios... eles me ajudaram muito a ajudar o Waltinho. Serei pra sempre grata - não somente por isso, mas desde sempre... quando eu era pequena e fui uma vez passar o fim de semana com tio Fausto e tia Mirna no sítio (eles ainda não tinham filhos), eu comecei a chorar na hora de dormir, dizendo que queria minha mãe... Tio Fausto  e tia Mirna me colocaram no Fusca verde e me trouxeram de volta (de Cabuçu ao Centro - Rua do Lavradio). Isso é amor! Isso é paciência, isso é família!!!! Então, eu sou grata, agradeço por tudo que sempre fizeram por mim e também pelo Waltinho. Lembro das vezes que tio Fausto vinha ao III Comar, todo lindo e fardado, e eu pedia pra ele me levar na escola (Celestino da Silva), tenho muitas lembranças, minhas com Watinho, Mila e Wladimir - Alexei ainda não era nascido - na Base Aérea, tia Mirna e tio Fausto, sempre nos trataram com muito amor!!!! Eu agradeço, agradeço, agradeço!!!!! Vou agradecer todos os dias pela minha família. Foi bom, dia bom!!!! Depois os deixei em casa, ainda conversamos um bocado, comemos chocolate!!!!

E depois ainda fomos, Luiz e eu para Copacabana, visitar minha mamãe.  Levei sorvete, e ela fez bolo, café e pipoca... Haja tanto estômago!!!!  
Que bom é ter família e poder viver a família. Eu aproveito tudo que posso.

Bolinho de milho da Mamãe!!!!!!

Ainda temos muito que estudar, né mãe?



Missa linda, abençoada - 1 ano sem meu irmãozinho!!!! Walter Sieczko dos Santos

 A missa de 1 ano do meu querido irmão Waltinho (26/01/2018 às 12:30h). Foi tão linda, tão emocionante, foi maravilhoso poder contar com o abraço de tantos amigos e familiares. Nossos tios, nosso irmão Victor, Luiz, mamãe, Cardoso, primos, meus colegas de trabalho que durante meses, rezaram comigo e mandaram tantas energias boas pra você, irmãozinho. Dona Marly, que você conheceu aqui na empresa, e que todos os dias às 15:00h rezava comigo e com outros amigos, o Terço da Misericórdia por você... e também vieram em peso, nossos amigos de infância, que são bálsamos em minha vida, e sempre me procuram pra me dar um abraço, e sempre dentro deste abraço, colocamos você. Nossos amigos da infância e da nossa juventude, amigos da Escola Celestino da Silva, amigos que vamos levar para sempre em nosso coração e que fazem questão de estar presente em nossas vidas, Waltinho. Missa maravilhosa que participamos, missa de amor, comunhão com Deus. Como eu te amo, Waltinho, como você é amado, meu irmãozinho. Depois da missa, ainda tivemos a adoração do Santíssimo Sacramento, e você foi lembrado a todo o tempo por todos nós.  Como eu agradeço por todo esse apoio e esse amor.
 Muito amor envolvido!
A força que me mantém de pé, é a fé em Deus e o apoio e o amor dos amigos e da nossa família!!!!
 Obrigada por seu apoio espiritual, Dona Marly!!!!!
Obrigada Senhor, por receber tantos abraços e juntar tanta energia boa para o meu irmãozinho. Eu agradeço imensamente, por todas as orações, todos os abraços, todas as lembranças que mantém pra sempre viva a memória do meu irmão, Walter Sieczko dos Santos. No meio de tanta dor, receber um abraço, um beijo e ouvir as histórias do Waltinho, aquece o meu coração. Agradeço a cada um de vocês pela consideração, de estar conosco nesse dia tão difícil... mas ao mesmo tempo,  bom pois cada um de vocês é um pedacinho da história do meu irmão. Waltinho vive na Glória do Nosso Senhor Jesus!!!! Meu irmão está do outro lado da vida, olhando por todos nós!!!! A gente ri, a gente chora, a gente agradece, a gente se abraça, a gente relembra só coisas boas de você, Waltinho!!!!

Amamos você, Waltinho!!!!
Seguirás sempre vivo no coração de todos nós!!!!

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

365 dias sem meu irmão - 367 dias desde nosso último abraço!

Waltinho, meu irmão...
Durante 365 dias desde que descobri que você havia partido desse mundo, de uma forma cruel e egoísta, eu vivi um dia de cada vez. Todos os dias foram ruins, mas outros dias foram piores ainda. Precisei de ajuda. Muita ajuda para seguir em frente, acordar todos os dias, levantar da cama, ir trabalhar, cuidar da nossa mãe, das nossas tias e tios que ainda sofrem com sua morte. Procurei auxílio terapêutico, psiquiatra, psicóloga, terapia do luto. Tive momentos de imensa escuridão, de tantas lágrimas que ainda hoje turvam meus olhos -  que vão turvar para sempre o meu olhar quando eu direcioná-los ao horizonte, e me der conta que você não está mais aqui. Fiz planos para dar um fim ao tratamento, pensei que essa intervenção terapêutica de 12 meses seria o suficiente para expurgar toda a dor, todo o ressentimento por não ter sido avisada da sua morte, pensei que esse tempo fosse satisfatório para engolir toda a falta de consideração. Minhas clínicas com conhecimento em terapia de luto me disseram que esse momento seria só meu, e que eu deveria dar o tempo que meu coração necessitasse... eu pensei que 12 meses seriam razoáveis... mas são tantas perdas, tantas lutas, tantas decepções, tanta saudade... acredito que ainda não estou madura, ainda me sinto fragilizada com sua ausência, meu irmão - e ainda temos muita batalha pela frente. É o que nos mantém vivas, em movimento, correr atrás da insanidade, da maldade que fizeram com você, meu irmão. Não, Waltinho, você não é um cachorro que precisou ser sacrificado porque estava doente e  dando trabalho... Você só queria sair daquele hospital, ir embora pra casa, morrer em casa, com os cuidados da home care que você pedia tanto. Covardia!  Você foi vítima de algozes covardes! Você foi enganado! Você não morreu de forma digna! E por isso, nossa família não vai descansar, meu irmão! Queremos justiça! Você tem família, você tem uma irmã que sempre apoiou você em suas decisões. Você é nosso sangue, nossa família... pedimos tanto que você viesse ficar conosco no Rio. Meu Deus, quanta loucura, quando eu lembro de como os fatos finais ocorreram, eu penso que estou no meio de uma novela mexicana, tamanha a tragédia que se transformou sua passagem.  Meu irmão, meu amado irmão... Anos e anos se passarão, mas nem o tempo, nem a terapia, nem nada me fará esquecer de você, nem de amenizar a saudade, muito menos diminuir meu amor por você.  Eu pensei que no dia de hoje, eu terminaria minha terapia do luto, pensei que hoje eu fosse parar de externalizar meus sentimentos, dar um ponto final às minhas palavras neste blog. Durante todo o ano de 2017, eu pensava como seria este último relato, mas agora vejo que não vou conseguir parar de escrever o que sinto, nem parar de deixar registrado no tempo e no espaço, nossas lembranças da infância, nossos melhores momentos de juventude... Não sei como será o dia de amanhã, só acordando pra ver como será,  o que vou sentir... Vai ser difícil, como tem sido nos últimos 367 dias, desde que te dei meu carinho, meus cuidados, como se você fosse um bebê, uma criatura tão frágil, tão amada, tão meu. Meu irmão, meu primeiro amigo, minha melhor herança, o mais precioso tesouro e a melhor parte de mim, Waltinho!!! Esse é você, pra mim, pra sempre!!!!! Nem massagem nos seus pés, nas suas pernas, em suas costas doloridas de tanto ficar deitado, eu e sua mãe podíamos fazer sem que a maldade rondasse ao nosso lado. Mas enquanto  estivemos ao seu lado, e você nos pedia, nossa mãe e eu, fazíamos. Isso, no dia de hoje é o que acalma  nosso coração. Graças a Deus, eu tive a oportunidade de te cuidar, de te acarinhar, de velar teu sono, de rezar de mãos dadas com você. Esses momentos, essas memórias são meus maiores tesouros, Waltinho. Essas lembranças, ninguém, ninguém pode tirar de mim. Walter Sieczko dos Santos, filho e irmão de Nina Celia Sieczko e Andreia Sieczko dos Santos, você não está aqui fisicamente, mas segue vivo, vivinho da Silva aqui, bem no nosso coração. Recebe  nosso amor, nosso carinho e profunda gratidão por ter sido Sieczko nesta existência. Amo muito você, meu Manequinho!  E hoje você tem mais um amigo, nosso amigo-irmão Luiz Pessoa, vai continuar sendo seu suporte espiritual no céu, porque ele é um espírito de luz, que enquanto esteve neste plano, foi incansável na fé. Meu carinho, e meu respeito a vocês dois. Até o dia que todos nós nos encontraremos. Te amo, meu irmão!

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Irmãos Amigos - Só tenho a agradecer por sua luz, sua caridade: Luiz Pessoa.


Ministro Luiz Pessôa, ministrando Johrei em seu AMIGO, seu IRMÃO... meu irmão Waltinho, meu irmão Luiz!!! Muito obrigada por toda sua luz, sua dedicação, seu amor ao próximo, suas palavras doces que só traziam calma a alento para o nosso coração. Um humano iluminado, que aumentou a nossa fé no amor e caridade que hoje em dia é tão escasso.

Hoje, vocês dois não estão mais aqui entre nós... sinto uma saudade enooooorme pelo Waltinho, e agora, vou também sentir saudades eternas por você, meu amigo! Mas minhas preces, vão continuar, nunca, nunca deixarei de lembrar e agradecer pela oportunidade que Deus me deu de ter vocês em minha história de vida. Boas energias sempre! Vocês merecem sempre o meu melhor! Minha mãe e eu temos muito carinho por você, Luiz. Não teríamos nunca, como agradecer  o suficientemente, por você ter estado tão perto do Waltinho, com sua presença, sua palavra amiga, sua espiritualidade, sua fé. Mas com certeza, você diria uma palavra de carinho, e ia dizer que não há o que agradecer!!! Você e meu irmão neste momento, são seres de luz. Que estejam na Glória de Deus, que estejam amparados nos braços de Jesus e Maria.

Eu havia feito uma promessa a mim mesma, que todos os dias da minha vida eu iria orar por você, assim como você dedicou horas da sua vida para dar conforto espiritual ao meu irmão. Vou continuar, meu amigo! Me permita não perder nunca essa ligação de fé que construí com você. Vou orar por sua família, para que Deus seja o conforto que eles vão precisar pra seguir adiante com a saudade.

Se puder, por favor, entrega o meu abraço para meu irmão, e não esqueça de dizer o quanto eu o amo!

Obrigada, Luiz
Minha eterna gratidão!

Não tenho palavras para externalizar o meu carinho, meu afeto e meu respeito por você!

Andreia Sieczko
Nina Celia Sieczko

Nossa gratidão!